Casa de Pavlov

24 de set de 2010 1 comentários

A 'casa' era um edifício de quatro andares em frente a uma das principais praças no centro da cidade, construído paralelamente ao rio Volga e que foi atacado pelos invasores alemães em setembro de 1942, durante a invasão nazista de Stalingrado. Um pelotão da 13º Divisão de Guardas de Rifle, comandando pelo sargento Pavlov, em comando substituindo seu superior ferido, recebeu a ordem de ocupá-lo e defendê-lo. Eles tiveram sucesso na defesa do edifício sozinhos por vários dias, apesar de sobrarem apenas quatro do pelotão original. Quando os reforços chegaram, os sobreviventes foram equipados com metralhadoras, morteiros e armas antitanques.

Agora uma guarnição melhor armada e com um total de 25 homens, eles cercaram a construção com arame farpado e minas terrestre, montando as metralhadoras e demais armas pesadas nas janelas do prédio. Para melhor comunicação interna e recebimento de munição e suprimentos, eles abriram buracos nas paredes e no chão entre o porão e os andares mais altos e cavaram longas trincheiras entre o prédio e as posições soviéticas fora do edifício. Os suprimentos eram trazidos por essas trincheiras e por botes através do Volga, desafiando os bombardeios aéreos e a artilharia alemã.

Mesmo assim, os defensores nunca tiveram água e comida em quantidade suficiente. Sem camas, os defensores tentavam dormir em isolamentos de lã arrancados de pipas e canos, enquanto os a

lemães atiravam no edifício dia e noite. Os atacantes tentavam tomar o prédio várias vezes por dia e cada vez que os soldados e os tanques tentavam cruzar a praça e se aproximar da construção, ficavam sob o fogo pesado dos homens de Pavlov, entrincheirados no porão, no telhado e nas janelas do edifício. Deixando na praça dezenas de corpos e armas destruídas, os alemães recuavam ataque após ataque.

A luta durou dois meses, de 23 de setembro a 25 de novembro de 1942, entre os soldados entrincheirados, apoiados por civis que já então se escondiam e viviam no prédio e as tropas de infantaria, artilharia e blindados alemães, até serem liberados e terem o cerco levantado pela contra-ofensiva soviética sobre a cidade.

1 comentários: