Heróis de uma batalha perdida

14 de jul de 2010 0 comentários

Militares brasileiros lutaram e foram derrotados na Guerra Civil Espanhola


Entre 1936 e 1939, a Espanha foi convulsionada por uma guerra civil que deixou meio milhão de mortos. Concluída há 70 anos, a luta dos republicanos contra os nacionalistas do general Francisco Franco (1892-1975) ficou marcada pela participação expressiva de voluntários estrangeiros. Aproximadamente 60 mil pessoas, de 53 diferentes nacionalidades, se alistaram nas Brigadas Internacionais, um grupo de apoio aos defensores da República. Os brigadistas perderam a luta para Franco, que tinha mais homens e armas, mas tornaram-se exemplo de sacrifício por uma causa. Um grupo de 15 brasileiros esteve lá. Vários deles tiveram participação marcante. Esses soldados eram jovens que, em 1935, haviam participado da Intentona Comunista, a mal sucedida tentativa de golpe contra o governo Getúlio Vargas.

Em 1937, eles foram para a Espanha. Saíram de diferentes locais, com destinos variados. Em 1938, quando os brigadistas foram desmobilizados, começou uma nova aventura para os brasileiros. Vários ficaram em campos de concentração na Argélia e na França. Os que voltaram para casa foram presos. Com o tempo, suas experiências ficaram esquecidas. Hoje todos os veterenos estão mortos e apenas dois deles, Apolônio de Carvalho e José Gay da Cunha, escreveram memórias, os livros Vale a Pena Sonhar e Um Brasileiro na Guerra da Espanha.

0 comentários: