Revisão para 3 ano: Hitler toma o poder

30 de out de 2011 0 comentários


Caso queira um resumo menor, porém sem tanto conteúdo, clique aqui.

Primeiro, é necessário que compreendamos uma coisa: mesmo que Hitler não tivesse nascido, ainda assim existiria o nazismo. O Partido Nazista foi criado em 1918 sob o nome "Freier Ausschus für enein deustchen Arbeiterfrieden", por um serralheiro de Munique chamado Anton Drexler. O nazismo surgiu de uma Alemanha derrotada, arrasada e humilhada pós Primeira Guerra (ver postagem anterior), e todas essas condições favorecera
m o advir desta ideologia.

Enquanto Hitler estava servindo no exército, foi enviado pelo governo alemão para espionar as atividades do partido, mas ficou impressionado com o que viu e juntou-se ao grupo de imediato, tornando-se logo o seu orador mais fluente e posteriormente chefe do partido, em julho de 1921. No mesmo ano, foi criada a "Sturmbteilung" ou força de assalto, um grupo paramilitar responsável por garantir a influência dos membros na sociedade alemã. Esse grupo foi o prelúdio das temidas "SS', de Heinrich Himmler.


O Putsch de Munique


Em 1923, ocorreu a primeira tentativa de golpe de estado pelos nazistas; o plano consistia em tomar o poder do estado da Baviera, assumindo o controle de Munique e depois se espalharem para o resto da Alemanha. O golpe, chamado também de "Putsch da Cervejaria" ou "Putsch de Munique" acabou com alguns nazistas mortos e vários presos. Muitos líderes do partido nazista também receberam penas de prisão que variavam de 12 a 24 meses, entre eles Rudolf Hess e o próprio Hitler.

Durante os dois anos em que Hitler esteve encarcerado (1923 - 1925) o partido praticamente deixou de existir. No entanto, nesse meio tempo, o líder nazista escreveu o livro "Mein Kamppf" (Minha Luta), uma verdadeira "bíblia" da doutrina nacional socialista, livro que mais tarde serviria de base para a educação formal de todos os jovens do Terceiro Reich.

Após a libertação de Hitler depois de dois anos (a pena foi atenuada pois o ditador conseguiu comover os juízes com seu discurso nacionalista), os nazistas retornaram suas antigas atividades, em em 1930 o NSDAP já era o segundo maior partido no Reichstag (Parlamento Alemão). No entanto, os nazistas jamais conseguiram uma maioria absoluta dos votos alemães, e a "luz" que conseguiram veio do presidente Paul von Hindenburg, um velho general eleito em 1932 após derrotar Hitler nas urnas. No ano de 1933, Hindenburg nomeou Hitler chanceler, cargo este que após artimanhas políticas e militares como o incêndio do Reichstag (cuja responsabilidade recaiu sobre os comunistas) e a noite das Longas Facas serviram para consolidar o partido nazista no poder.

CONTINUA NA PARTE 3

0 comentários: