Rússia proíbe livro de Hitler por 'justificar extermínio'

29 de mar de 2010 0 comentários
Por: R7.com

Governo diz que autobiografia de líder nazista incentiva a discriminação racial





Governo da Rússia vai banir a autobiografia Mein Kampf, do líder nazista Adolf Hitler (1889-1945).
.O governo da Rússia vai banir das prateleiras de todo o país o livro Mein Kampf (Minha Luta), escrito pelo líder nazista a ex-chanceler da Alemanha Adolf Hitler
(1889-1945).

As autoridades russas dizem que a publicação viola leis federais contra o extremismo.

De acordo com o Escritório Geral da Promotoria, o livro será incluído na lista de "materiais extremistas" porque expressa "pontos de vista militares, justifica a discriminação e também justifica o extermínio de pessoas não-arianas".

Os promotores disseram que a medida deve acabar com um comércio que já era "semi-legalizado":

- Até agora, o livro podia ser acessado em alguns sites e era vendido semi-legalmente por alguns vendedores sem ser banido.

Hitler assumiu o cargo de chanceler da Alemanha em 1933. Sua política expansionista, que levou à tomada militar de praticamente toda a Europa, causou a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Paralelamente às invasões, Hitler promoveu o extermínio em massa de judeus, o Holocausto, que terminou com a morte de ao menos 6 milhões de pessoas.

0 comentários: